Santos Patronos JMJ 2019: Beata Maria Romero, símbolo da caridade

“Maria Romero foi uma mulher que desbravou seus tempos. Ela estava além daquilo que era pedido para ela, ela não se contentava com aquilo que era pequeno, com aquilo que era o pouco. Se ela podia fazer o bem, ela queria fazer o bem para muitas pessoas”. A declaração é da Irmã da ordem das Filhas de Maria Auxiliadora, Monaliza Machado, sobre a beata Maria Romero Meneses, patrona da Jornada Mundial da Juventude 2019.

A beata é natural da Nicarágua, e apesar de pertencer a uma família muito rica, foi sensível às necessidades dos mais pobres, a quem socorria regularmente com generosidade. Irmã Monaliza recordou as várias obras sociais e centros médicos fundados e liderados pela beata, e que atenderam os mais necessitados. Para a religiosa, Maria Romero é exemplo para os jovens.

“Hoje nosso mundo carece muito de solidariedade, de um olhar para os pequenos e para aqueles que sofrem, e muitos jovens têm se encantado com o trabalho voluntário, de ir ao encontro do outro, de dedicar seu tempo para aqueles que mais precisam”, observou Irmã Monaliza, que completou: “Maria Romero foi criativa, foi uma mulher audaciosa e por isso fez tantas coisas. Para nós ela é realmente um exemplo de dedicação e empenho aos mais pobres”.

 
Indique a um amigo